A Mentalidade de sucesso do Freelancer e a maneira certa de dar os primeiros Passos

Desenvolvendo a mentalidade do Freelancer de sucesso e dando os primeiros passos

A Mentalidade de sucesso do Freelancer e a maneira certa de dar os primeiros Passos

A Mentalidade do Freelancer e Dando os primeiros Passos Para o Sucesso

Quem já trabalhou num emprego “tradicional” pode ter certa dificuldade para se adaptar ao ritmo da nova carreira, e até mesmo quem ainda não teve experiências profissionais pode ter que se livrar de algumas ideias que irão prejudicar seu desenvolvimento como freelancer de sucesso.

Nesse série de artigos, falamos algumas vezes sobre como a atuação de um freelancer (também chamado de freela) tem diversos elementos que se aproximam do empreendedorismo.

Digamos que você está começando hoje, e não há ninguém no mundo disposto a pagar pelos seus serviços, pois as pessoas ainda não sabem do que você é capaz. Nos primeiros meses, será preciso construir uma verdadeira empresa, cujo produto central é o seu trabalho.

As plataformas de trabalho afirmam que, até encontrar o seu primeiro cliente, os freelas precisam enviar, em média, 30 propostas. Em muitos casos o número é ainda maior, chegando a 80 ou até 100 tentativas frustradas.

Para completar, os primeiros clientes vão pagar valores baixos, pois quem tem mais dinheiro vai contratar um freela com diversas qualificações, portfólio denso e depoimentos de clientes anteriores.

 É preciso resistir a tudo isso, estando preparado para receber todas essas respostas negativas e reafirmar que elas não tem nada a ver com a qualidade dos seus serviços.

Mesmo quando as coisas derem certo, você estará lidando o tempo inteiro com a satisfação de pessoas diferentes, que você mal conhece, e dependem do seu trabalho para fazer o delas.

É um mundo de constantes exigências e atenção aos detalhes. Se você não encará-lo pela perspectiva correta, será muito fácil entrar em discussões completamente desnecessárias com os clientes, ou até mesmo desistir da carreira – e sair por aí afirmando que ninguém reconhece o seu valor.

Para ajudar você a desenvolver a Mentalidade do Freela de Sucesso, existem duas leituras com grande valor, em língua portuguesa, e mais uma para quem compreende o inglês.

As três são complementares, e partem de ângulos diferentes sobre a mesma questão: como lidar com críticas, desafios e frustrações sem perder o foco e a confiança no seu trabalho.

Mindset, Carol Dweck

A autora discute dois modos de pensar, um fixo, onde nossa capacidade é limitada (inteligente ou burro, bom ou ruim…), e um de crescimento, onde cada pessoa guarda o potencial para realizar, no futuro, algo que ainda não é capaz de fazer no presente.

Disponível na Amazon, neste link.

Garra, Angela Duckworth

 O segredo do sucesso é o talento ou a persistência?

Embora quase todo mundo reconheça a importância de se manter firme em busca de seus objetivos, nós sabemos muito pouco sobre como isso é possível, e acabamos desistindo por não ter as ferramentas mentais adequadas – as quais são discutidas em “Garra”.

Disponível na Amazon, neste link aqui.

Tão bom que eles não podem ignorar você, Cal Newport

 Você envia um projeto, e o cliente até aceita, mas deixa uma avaliação de 3 estrelas com um comentário “bom trabalho”. De quem é a culpa? Cal Newport acredita que essa não é a pergunta certa – você deveria estar mais preocupado em descobrir como entregar um serviço cada vez melhor, tão bom que as pessoas simplesmente não tem outra opção a não ser amar o que você fez.

Também disponível na Amazon, Bom Demais Para Ser Ignorado.

 

Dando os Primeiros Passos Essenciais na Carreira como Freelancer

Agora você vai aprender dicas aplicáveis para levar o seu rendimento como freelancer profissional do 0 aos R$ 1.000,00.

A partir daí, os alicerces para construir a sua carreira estarão posicionados, e será possível avançar ao próximo nível, onde a renda obtida com essa atividade será suficiente não só para pagar algumas contas, como para garantir qualidade de vida a você e sua família!

1. Planejamento Financeiro

Se ainda não está claro, eu vou falar com todas as letras: freelancer não é bagunça. Você terá de equilibrar, de um lado, a sua atividade profissional; escrever, prestar consultoria, programar, etc; e do outro, o desafio de todo empreendedor iniciante: manter as contas em dia.

Isso não será possível até que você encare o seu trabalho como um pequeno negócio, e o planejamento financeiro é peça fundamental na mudança de visão. Antes de enviar a sua primeira proposta, coloque no papel:

  • Internet e eletricidade
  • Equipamentos e softwares que precise comprar
  •  Gastos com alimentação (principalmente se você recebe vales no emprego)
  • Plano de contingência (se você tiver um problema de saúde ou algo do tipo, além de arcar com as despesas, vai deixar de trabalhar por alguns dias)
  • Seus outros gastos (não relacionados ao trabalho)

Do outro lado, escreva as despesas que serão cortadas por não ter que ir a um escritório – roupas novas, transporte, lanches ao longo do dia, e o que mais você puder se lembrar.

Agora compare os dois valores, e responda à questão: Quanto preciso ganhar por mês – lembrando que não haverá férias nem 13º salário? Esse número deve ser o objetivo principal no começo da sua nova carreira, pois é ele que dará estabilidade para os passos futuros.

Nota: Você pode se cadastrar como Microempreendedor Individual (MEI) e pagar uma taxa na casa dos R$ 65,00 por mês, para ter acesso a benefícios como auxílio doença, aposentadoria e auxílio maternidade. Outra opção é investir algum valor mensal em serviços privados de seguro e/ou previdência.

 

2. Escolha um nicho e se torne uma referência

 

A especialização é uma grande vantagem no mundo freelancer, e você deve usá-la a seu favor. Os clientes estarão muito mais dispostos a contratar um redator de conteúdos sobre emagrecimento, ou qualquer outro nicho, do que um redator genérico – e o mesmo vale para qualquer atividade.

 Além de construir um portfólio especializado, com vários trabalhos naquela área para conquistar o cliente, você terá um nível de produtividade muito mais alto, pois não terá que pesquisar sobre determinados conceitos ou ferramentas específicas sempre que começar um novo projeto.

Para completar, lembre-se que as pessoas costumam ter amigos em seu mercado de atuação – uma nutricionista provavelmente conhece vários outros nutricionistas, personal trainers e donos de academia, por exemplo.

Aparecendo como uma referência nesse setor, você facilmente poderá conquistar uma cadeia de novos clientes através de indicações.

Não é necessário ficar preso em um nicho para sempre – quando tiver trabalhado o bastante para construir seu nome em uma área, parta para a próxima!

3. Crie um portfólio – AGORA!

Você pode achar que é a melhor opção para cumprir um determinado projeto – e talvez até seja, mas os clientes simplesmente não tem como saber disso, e sempre vão contratar alguém com resultados comprovados.

Separe os seus melhores trabalhos num local de fácil acesso, para anexar aos seus perfis e a cada nova proposta que enviar – se você tiver um portfólio completo no nicho que escolheu, melhor ainda!

Se você ainda não tem o que mostrar, certamente não está atraindo clientes. Use o tempo livre para criar algumas peças e começar o seu portfólio. Como um bônus, você ainda estará aperfeiçoando as técnicas que irá usar no trabalho.

 

4. Defina valores para o seu trabalho

 Sim, valores, e não valor.

Eu acredito que todo freelancer de sucesso deve ter em mente três números para negociar com seus clientes em potencial:

  • O Valor Padrão, que você envia em todas as propostas e está na média dos bons profissionais na sua área. Deve ser o bastante para, trabalhando 5 ou 6 horas por dia, cobrir as suas despesas mensais.
  • O Valor de Fechamento, ou o menor preço que você está disposto a cobrar pelo seu trabalho, caso o cliente negocie por um desconto.

Nota: Alguns freelas acham que você nunca deveria dar descontos. Essa é uma postura válida, mas eu acredito que ter uma certa margem de negociação é o melhor caminho para conseguir um bom rendimento mensal.

  •  O Valor Ideal, que você julga ser o mais adequado para a qualidade do seu trabalho. Sempre que encontrar um cliente de maior porte, comece a negociar usando esse número.

5. A Proposta Perfeita

 

Já que muitos freelancers vão encontrar seus primeiros clientes usando as plataformas, é fundamental preparar uma boa proposta, com os itens necessários para chamar atenção de uma forma positiva.

Em primeiro lugar, é importante demonstrar educação e profissionalismo. Uma proposta que só indica o valor cobrado será descartada em segundos.

Comece por um bom dia, ou pelo menos um olá, apresente-se em poucas palavras, deixando claro quais os seus diferenciais, indique o valor e o prazo do projeto, colocando-se à disposição para responder às perguntas do cliente.

 A depender do segmento, as propostas podem exigir detalhes específicos, mas em linhas gerais, você pode usar o modelo abaixo:

Olá, [nome do cliente], tudo bem?

Sou [sua atividade e qualificações]. Nos documentos em anexo, você pode ver [seus diferenciais]. Minha página de perfil mostra as avaliações de outros clientes, caso deseje conferir. A proposta é para [serviço] com prazo de [x] dias.

Em caso de dúvida, basta responder essa mensagem.

6. Relação durante e após o projeto

Conquistar o trabalho é uma grande vitória, mas se você quiser estender a relação com o cliente, deve ter muito cuidado na comunicação a partir desse momento.

Obviamente, você deve responder com agilidade. Isso não significa estar sempre disponível quando uma mensagem chegar às 11h da noite ou no almoço de domingo, mas se o cliente falar com você em horário comercial, é importante responder o mais rápido possível

A linguagem deve ser sempre respeitosa, mesmo quando houver discordâncias. Esse não é o lugar para sarcasmo ou ironia, muito menos ofensas. Caso o cliente passe a usar esse tipo de comunicação, pare de responder por alguns minutos e esfrie a cabeça.

 Como regra geral, evite gírias e abreviações nos primeiros contatos, mas se o cliente costuma usá-las, ele provavelmente não se importará com um “beleza” ou “vc” ocasionais, desde que o seu trabalho mantenha a devida qualidade.

Quando entregar o projeto, é interessante agradecer pela oportunidade e colocar-se à disposição para novos trabalhos, ou para realizar eventuais alterações. Essa questão é polêmica, mas eu acredito que o cliente tem direito a um ou dois ajustes, sem custos adicionais – e a grande maioria deles não vai pedir mais do que isso.

 Você pode evitar problemas nessa área com um briefing de qualidade antes de começar o projeto; não tenha medo de perguntar tudo que não estiver bem claro. Enviar atualizações parciais também é uma prática indicada, assim o cliente poderá informar quando algo estiver errado, sem comprometer várias horas do seu trabalho.

7. Algumas Ferramentas úteis Para o Trabalho no Dia a Dia

Todo freelancer de sucesso que deseja construir a sua carreira deve ter, no mínimo, um bom computador e uma conexão estável de internet. A partir daí, os requisitos variam com base nos resultados que você deseja alcançar.

 

1. Gestão de Tempo e Tarefas Para um Freelancer de Sucesso

 Quando você só precisa lidar com um projeto, é fácil saber qual o próximo passo, ou quanto tempo precisa dedicar por dia. Conforme a sua carreira evolui, no entanto, você pode se ver administrando quatro ou cinco clientes, todos esperando entregas em prazos semelhantes, e as coisas se tornam um pouco mais confusas.

Existe uma variedade incontável de formas e ferramentas para gerir o seu tempo, que podem ir das mais analógicas, como um bloco de notas e post-its, às mais modernas, como o Evernote, aplicativo muito conhecido entre os freelas.

Com ele é possível organizar agenda, contatos e ideias para futuros trabalhos, tudo em um único espaço, o que facilita bastante na hora de encontrar determinada informação. Você pode anexar links, imagens e vídeos, criando uma espécie de cérebro digital que facilitará muito a sua vida.

Além disso, o Evernote pode ser sincronizado para que você veja suas anotações em qualquer computador ou smartphone do mundo.

Outras ferramenta que podem ser úteis:

Gestor de Tarefas da Microsoft

Trello – gestão de tarefas e produtividade

 

2. Evitar Distrações e Aumente seu Foco no Trabalho

Trabalhando na frente de um computador, sem chefe ou colegas de olho nas suas atividades, é muito fácil abrir o YouTube, alguma rede social ou site de notícias, e perceber muito tempo depois que as horas escorreram por seus dedos.

 Para ajudar com esse problema, existem várias formas de bloquear os locais onde você mais se distrai, como o ColdTurkey, software que tranca os sites informados por um certo período, e só pode ser desativado se você reiniciar o computador.

A extensão Tabminder, que pode ser adicionada ao Google Chrome,

também é uma opção, embora ela funcione do modo contrário: você escolhe o tempo pelo qual pode acessar determinado site em um dia, e depois disso, ele fica bloqueado.

Além disso, não custa nada dizer: feche todas as redes sociais e deixe o celular num canto afastado quando iniciar um bloco de trabalho. É muito difícil resistir às notificações que chegam de instante em instante, mas você terá mais chances de conseguir se não ver cada uma delas.

3. Administração

Como já vimos, o freelancer de sucesso precisa gerenciar a carreira como se fosse uma pequena empresa, e isso significa lidar com impostos, fluxo de caixa, e outras questões administrativas.

O Qipu, aplicativo criado pelo Sebrae, ajuda freelancers e outros pequenos empreendedores a cuidar dessas funções com mais praticidade, deixando tempo livre para que eles se dediquem ao que mais gostam de fazer.

 Ele ainda permite fazer a emissão de notas fiscais e boletos – algo que você precisa se quiser ter independência das plataformas – e ter acesso a um suporte contábil profissional. O serviço é pago, mas os pacotes básicos, que são o bastante para um freelancer, custam entre 15 e 20 reais.